Suso Calvo, técnico em desenvolvimento de produtos electrónicos

PGL – Jesus Calvo, Suso para a maioria da gente, é um jovem sócio da AGAL. Natural das Pontes e formado em Desenvolvimento de Produtos Eletrónicos, confessa-se simpatizante do ‘ludo-reintegracionismo’, fiel comprador da loja Imperdível, «otimista crónico» e defensor —sobretudo pola via musical— da estratégia luso-brasileira para o galego. PGL:…

Continuar a ler

Maria Dovigo: «Temos de quebrar a dualidade entre a língua da natureza e a língua da civilização, ideia que orienta o ‘decreto do plurilinguismo’»

PGL – Maria Seoane Dovigo é uma corunhesa a residir no Portimão onde descobriu África. É  embaixadora do Algarve na Galiza e da Galiza no Algarve. Sendo criança achava que elas falavam em castelhano e os adultos em galego e quando cresceu, isso viu-se a corroborar. PGL: Maria Seoane Dovigo…

Continuar a ler

Xico Bugueiro: «Se os professores de galego dessem uma visão do galego como língua útil e ponte com Portugal e com Brasil, o galego havia de ser mais valorizado»

PGL – Francisco González Pérez, Xico, é galego-falante de berço e nasceu em Ourense. Tesoureiro da Esmorga, acha melhor primeiro normalizar e depois normativizar. Chegou ao galego extenso e útil através de cursos de português. PGL: Como e quando chegaste a visionar a tua língua como sendo extensa e útil?…

Continuar a ler

Belém Grandal: «O trabalho deve ser diário, prático, constante, dinámico e participativo de todas e todos»

PGL – Belém Grandal cursou Magistério e mais Geografia e História. Estudou num Euskaltegi, desafiou os seus companheiros de apartamento com «ontem jantei cedo e após o jantar ajoelhei-me na janela» e, além de galega, é socialista, independentista e internacionalista. PGL: Quando realizas a mudança de língua e que te…

Continuar a ler