Belém Grandal: «O trabalho deve ser diário, prático, constante, dinámico e participativo de todas e todos»

PGL – Belém Grandal cursou Magistério e mais Geografia e História. Estudou num Euskaltegi, desafiou os seus companheiros de apartamento com «ontem jantei cedo e após o jantar ajoelhei-me na janela» e, além de galega, é socialista, independentista e internacionalista. PGL: Quando realizas a mudança de língua e que te…

Continuar a ler

Tiago Peres: «O reintegracionismo deveria dar um passo na direção de deixar de negar a validez do discurso oficialista»

PGL – Santiago Peres, ourensano, passou por Meendinho, pola Gralha, polo independentismo, tem confiança na geração de 70 (por sinal, a sua) e é um firme partidário da sociabilização do discurso reintegracionista por diferentes vias. PGL: Tiago Peres nasceu em Ourense. A sua língua inicial foi o castelhano. Quando e…

Continuar a ler

Martinha Varela: «Cheguei ao galego extenso e útil graças a reintegracionistas simpáticos/as e atrativos/as»

PGL – Martinha Varela, carvalhesa, é leitora de galego na França onde oferece diferentes óticas da nossa língua, detesta o “porque eu o digo” e seu pai lê o Novas da Galiza porque não foi educado para estrangeirizar o português. PGL: Trabalhas na Universidade de Paris 3-Sorbonne Nouvelle. Recentemente publicámos…

Continuar a ler