Alexandre Rios: «Na EOI apercebim-me de que o reintegracionismo é muito mais do que usar umha ortografia mais razoável: é a única estratégia possível para a regeneraçom plena da língua na Galiza»

PGL – Alexandre Rios é de Cangas, músico amador de jazz, estuda física, os mínimos levaram-no aos máximos e a Escola Oficial de Idiomas (EOI), em que estuda português, pujo os pontos nos is. Alexandre tem-no claro: «estudar português é redescobrir a nossa língua». Portal Galego da Língua: Alexandre Rios…

Continuar a ler

Joám Facal: «Umha adequada formulaçom da proposta reintegracionista ao conjunto da sociedade nom consiste em dizer simplesmente: ‘bom aí tenhem vocês o português, e pronto’»

PGL– Joám Facal toca piano e ama as árvores, é viciado da economia, acha que os 2000 som do Brasil e que os essencialismos de toda casta som umha desgraça, umha estéril militáncia no desvario. Adorou a sua experiência nos aPorto e afirma que nom podemos perder tempo. Portal Galego…

Continuar a ler

Jurjo Martins: «Devemos fugir dos debates estéreis e intermináveis. Procurar, sempre, novos caminhos e, o que eu acho mais importante, somar em vez de dividir, seduzir em vez de impor»

PGL – Jurjo Martins tem dom para organizar grandes eventos lusófonos. Viveu o galego em Vigo como língua mágica, fã de Semente, a sua tia de Cangas é uma polifonia de sotaques, defende mais ação e menos retórica e a música como promotora da coesão social, levando a mensagem reintegracionista…

Continuar a ler